Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Oracle amplia cortes com integração da Sun

Em comunicado, a Oracle informou que os custos com o "Plano Sun" devem subir de US$ 325 milhões para até US$ 825 milhões

Valor Online |

A empresa de softwares corporativos Oracle vai ampliar os cortes de funcionários e os gastos atrelados ao plano de integração com a Sun Microsystems, empresa adquirida em abril de 2009 por US$ 7,4 bilhões.

Em comunicado à Securities and Exchange Commission (SEC) - Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos -, a Oracle informou que os custos estimados com o "Plano Sun" devem subir de US$ 325 milhões - sendo US$ 235 milhões registrados até 28 de fevereiro deste ano - para uma soma entre US$ 675 milhões e US$ 825 milhões. "Em 10 de maio de 2010, a diretoria da Oracle Corporation estendeu o plano de integração da Sun para cobrir os mercados da Europa e da Ásia e aprovou, uma 'emenda' ao plano da Sun", explica a empresa. O plano adicional reduz a força de trabalho da Oracle nestas duas regiões e, segundo a companhia, elimina "custos redundantes que resultam da aquisição da Sun, e refletem melhorias em eficiência e operações".

A Oracle estima que os custos adicionais relacionados à alteração do plano de integração da Sun fiquem entre US$ 675 milhões e US$ 825 milhões. Deste montante, uma soma de US$ 550 milhões a US$ 650 milhões deve ser destinada a gastos com indenizações trabalhistas, US$ 85 milhões a US$ 115 milhões a custos relacionados aos escritórios e uma média de US$ 450 milhões a US$ 60 milhões a encerramento de contratos.

De acordo com a Oracle, os custos adicionais envolvidos no "Plano Sun" serão concretizados durante o ano de 2011. As notificações aos funcionários afetados pelos cortes foram iniciadas em 28 de maio, diz a Oracle, sem detalhar quantas pessoas serão afetadas pelas demissões.

Leia tudo sobre: SoftwareTecnologia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG