Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Novo Uno: 11,5 milhões de opções para o consumidor

Lançamento da Fiat reforça tendência de personalização de bens duráveis para atrair clientes que querem exclusividade

Juliana Kirihata, iG São Paulo |

O consumidor que comprar o Novo Uno, lançado no início do mês pela Fiat, poderá optar por 11,5 milhões de combinações diferentes de personalização, criadas por meio de cores, itens opcionais e kits de acessórios. Segundo Lélio Ramos, diretor comercial da Fiat, a personalização de veículos foi uma demanda apresentada pelos próprios consumidores, em pesquisas realizadas para formular o conceito do novo modelo da Fiat. “O desejo de ter um carro com mais elementos de identificação veio à tona nessas pesquisas”, afirma. “De maneira geral, as pessoas querem se diferenciar da multidão”.

Divulgação
Modelo personalizado do Novo Uno
Responsável pelo desenvolvimento do Specialty Trim Parts (STP) - tecnologia de peças para acabamento que oferece a possibilidade de modificar o automóvel com a utilização de grafismos, brilho, textura, entre outros efeitos -, a 3M do Brasil deve começar a fabricar as peças especiais no País a partir do segundo semestre deste ano em seu estúdio de design em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Com a aplicação do STP, é possível criar efeitos visuais sem a necessidade de pintura ou troca de peças. De acordo com Flávia Mateus, especialista de marketing da divisão automotiva da 3M, os produtos foram desenhados para o Novo Uno, mas a 3M pretende desenvolver kits também para outros carros. “Praticamente todas as montadoras estão buscando algo na linha de personalização”, diz.

Customização também na cozinha

Se nas ruas a customização vinda de fábrica está caminhando para conquistar os consumidores de bens duráveis, na cozinha, a Brastemp inovou ao lançar o refrigerador personalizado em 2004. Vendido na internet, o produto pode ser montado com diferentes versões de organização interna e itens externos, além de contar com nove opções de cores. Em 2008, a marca lançou a linha completa, com fogão e lava-louças customizáveis. “Nós entendemos que existe uma diversidade tão grande de pessoas que temos a necessidade de oferecer produtos com a cara deles”, diz Mário Fioretti, gerente geral de design e inovação da Whirlpool.

Para Fioretti, o consumidor de produtos personalizados não se importa em pagar mais pelas alternativas. “Normalmente são pessoas que têm muito mais interesse em uma decoração diferenciada, que têm certeza de sua individualidade”. O diretor comercial da Fiat, por sua vez, afirma que o importante é a possibilidade de escolha. “É uma opção para o cliente que gosta de ter o seu carro equipado de acordo com seu gosto pessoal. Mas, se ele preferir, pode retirar seu modelo sem nenhum kit de personalização”, diz.

Divulgação
Fogão cor de berinjela é uma das opções
Apesar do aumento do interesse pela inclusão de novos itens e cores na cartela de opções dos consumidores, a maior demanda ainda é por produtos básicos, segundo os especialistas. “A personalização de produtos é um movimento que tende a crescer, mas há uma parcela grande de pessoas que preferem a praticidade”, diz o gerente da Whirlpool. O Novo Uno, por exemplo, pode ter, além de cores tradicionais como o preto, as cores azul ‘splash’, verde ‘box’ e amarelo ‘citrus’. Mas, segundo a Fiat, a expectativa é que as novas opções respondam por somente 5% do total de vendas do modelo.

Empresas buscam proximidade com o cliente

Para ajudar a tornar a escolha dos consumidores mais fácil, as empresas geralmente colocam as opções de customização na internet. A linha Brastemp You está disponível exclusivamente online e, para comprar o Novo Uno, o consumidor pode ‘montar’ o seu carro pelo computador.

Na opinião do especialista em marketing Silvio Laban, coordenador de MBAs do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), o que a tecnologia permite hoje é o que os consumidores já tinham anos atrás, em escala reduzida. “Na própria lojinha do bairro havia um atendimento mais personalizado”, diz. “O que as empresas estão buscando é essa proximidade com os clientes”.

 

 

 

 

 

Leia tudo sobre: consumoinovaçãocarroseletrodomésticoscustomização

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG