Unidades no Maranhão e Ceará deverão custar perto de US$ 30 bilhões e devem produzir derivados de petróleo para exportação

selo

A Petrobras assinou com a empresa americana UOP, tradicional fornecedora de tecnologia na área de refino de petróleo, contrato para fornecimento dos projetos básicos e de pré-detalhamento da Refinaria Premium I, a ser construída no Maranhão, e da Refinaria Premium II, que será instalada no Ceará. Ambas as unidades têm investimentos previstos na casa dos US$ 30 bilhões e terão sua produção de derivados destinada principalmente para a exportação.

Os projetos que serão elaborados pela UOP contemplam dois trens de refino para a Premium I e um trem de refino para a Premium II, cada um com capacidade de processamento de 300 mil barris por dia de petróleo nacional. Como os trens de refino serão iguais, isso proporcionará uma redução de custos de projeto e de instalação, além de diminuir os prazos de execução dos projetos, como informa a Petrobras em comunicado. Segundo a estatal, a UOP foi selecionada a partir de uma competição entre projetistas internacionais.

O principal critério de escolha foi o resultado econômico global das refinarias, considerando custos de instalação, operação e receita proporcionada pelos derivados produzidos. Os principais pontos desenvolvidos pela proponente foram: a otimização do investimento (capex), maximização de derivados médios e a melhor eficiência energética, com excelentes resultados em todas estas dimensões. Os projetos também terão como premissas fundamentais critérios de segurança, meio ambiente e saúde.

A Petrobras estabeleceu que os projetos deverão seguir padrões e normas internacionais, também respeitando as normas legais brasileiras. Os projetos de pré-detalhamento (FEED - Front End Engineering Design), apesar de responsabilidade da UOP, serão executados por empresas de engenharia brasileiras, garantindo a utilização de mão de obra nacional. Essa modalidade de contratação de projeto, centralizada em uma só empresa, segundo a Petrobras poderá garantir a integração das múltiplas tecnologias e processos que envolvem uma refinaria, com alta qualidade, menores prazos e custos globais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.