Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Sociedade para construir Belo Monte já tem 17 sócios, diz Eletrobrás

Documentação final sobre a formação da nova empresa, que irá construir e operar a usina, será entregue ainda esta semana à Aneel

Valor Online |

O diretor de engenharia da Eletrobrás, Valter Cardeal, informou hoje que a Sociedade de Propósito Específico (SPE) da Usina de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), conta, até agora, com 17 sócios.

De acordo com o diretor, toda a documentação final sobre a formação da nova empresa, que irá construir e operar a usina, será entregue ainda esta semana à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

As declarações do diretor da Eletrobrás foram dadas após a cerimônia de assinatura de contratos de linhas de transmissão, organizada pela Aneel. Sem querer entrar em detalhes, ele informou que, atualmente, a estatal está negociando com mais uma empresa que poderá também fazer parte do grupo.

As afirmações de Cardeal foram confirmadas pelo diretor de engenharia e construção da Companhia Hidro Elétrica de São Francisco (Chesf), José Ailton, que acrescentou que os percentuais de participação das empresas estão praticamente definidos.

As empresas autoprodutoras de energia, de acordo com Ailton, terão 10% de participação, o equivalente à fatia de energia absorvida por essas empresas. As três estatais (Eletrobrás, Chesf e Eletronorte) ficarão com 49,98%. As empreiteiras e os fundos de pensão e investimento ficarão com cerca de 12,5% e 27,5%, respectivamente. "Nossa meta é entregar toda a documentação até amanhã. Queríamos ter entregue até a última sexta-feira", afirmou o diretor da Chesf.

Ailton confirmou ainda que vão participar da SPE os fundos de pensão Petros (dos funcionários da Petrobras), Funcef (da Caixa) e o Previ (do Banco do Brasil). O fundo da Petrobras deverá ter uma participação de 10%. Ao todo, a estatal deverá contar com participação de oito construtoras. Entre elas, sete que estavam na formação original do consórcio vencedor que concorreu no leilão e mais a OAS.

Ainda de acordo com Ailton, os empreendedores de Belo Monte estão negociando com a Braskem. "Ela quer entrar, mas está com problemas nesta fase de entrega da documentação", afirmou Ailton ao se referir à Braskem. A entrada da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) já está descartada.

Leia tudo sobre: Belo MonteEletrobrásEnergia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG