Ministro do Esporte promete R$ 5,5 bilhões para aeroportos e R$ 740,7 milhões para portos

O ministro do Esporte, Orlando Silva, assinou hoje (19) um termo aditivo à Matriz de Responsabilidades da Copa 2014 que trata de investimentos em portos e aeroportos. A medida prevê recursos de R$ 5,5 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para aeroportos e de R$ 740,7 milhões para portos.

No caso dos aeroportos, serão incluídas todas as 12 cidades-sede da Copa. Para os portos, está prevista a ampliação e modernização dos terminais de Salvador (BA), Recife (PE), Natal (RN), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP).

A Matriz de Responsabilidades da Copa 2014 foi assinada em janeiro pelo ministro, prefeitos das cidades que vão sediar os jogos e os governadores de estados envolvidos na competição. O documento é um pacto de cooperação que define quais serão os encargos e os cronogramas de cada ente federativo na execução das obras de mobilidade urbana e dos estádios.

Orlando Silva destacou que os portos terão papel importante no turismo durante o evento esportivo porque vão permitir que cruzeiros atraquem e ampliem a oferta de leitos temporários. O ministro comentou ainda a assinatura da medida provisória que flexibiliza o limite de endividamento das cidades que vão receber jogos. “Essa medida provisória não muda a Lei de Responsabilidade Fiscal. Altera outra medida que vai dar condição para que as cidades possam contratar mais financiamentos, o que vai significar mais investimentos, mais capacidade, sobretudo, para o Rio de Janeiro, que vai sediar as Olimpíadas de 2016”, disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.