Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Índice ABCR de atividade, que mede os movimentos dos veículos nas estradas com pedágio, registrou alta de 0,4% em setembro, em relação ao mês anterior, considerando dados dessazonalizados, de acordo com a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada

SÃO PAULO - O Índice ABCR de atividade, que mede os movimentos dos veículos nas estradas com pedágio, registrou alta de 0,4% em setembro, em relação ao mês anterior, considerando dados dessazonalizados, de acordo com a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada. Em agosto, o índice havia registrado alta de 1,1%. "O movimento dos leves puxou o resultado do índice geral em setembro. Já o desempenho dos pesados reflete a piora da produção industrial em agosto e pode apontar que em setembro o número também não será bom", diz Bernardo Wjuniski, economista da Tendências. O fluxo de veículos leves avançou 0,7%, em termos dessazonalizados na passagem de setembro para agosto. O resultado reflete a melhora do mercado de trabalho e da atividade econômica, "apontando que o emprego e renda voltaram a crescer", afirma o economista. Já o movimento dos pesados, tomando a mesma base de comparação, mostrou queda de 0,7%. "Viemos de uma alta forte dos pesados, influenciada pelo escoamento de safras agrícolas recordes, que vieram fora de época, inclusive, mexendo com a sazonalidade do Índice. Isso pode ter mascarado a piora na produção industrial, refletida, agora, na diminuição do fluxo dos pesados", analisa Wjuniski. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o índice de fluxo total de veículos apresentou expansão de 9,5%. O fluxo de veículos pesados cresceu 13,4% e o de leves apresentou alta de 8,2%. No acumulado dos últimos 12 meses o fluxo total teve expansão de 7,3%. Considerando essa mesma base de comparação, o fluxo de leves cresceu 6,6% e o de pesados avançou 9,3%. (Tatiana Schnoor | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.