Suspenso por liminar da Justiça do Pará ontem, leilão da Usina Hidrelétrica do Rio Xingu será realizado em instantes pela Aneel

O leilão de concessão para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, será realizado hoje, às 13h20. A informação é da assessoria de imprensa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), responsável pelo leilão. O leilão estava programado para acontecer hoje, às 12h, mas foi suspenso ontem por uma liminar da Justiça do Pará.

A Advocacia Geral da União (AGU) e o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em Brasília, informaram que foi a liminar que impedia a realização do leilão foi cassada. A cassação foi decidida pelo presidente do TRF da 1ª Região, desembargador Jirair Meguerian.

Dois consórcios se inscreveram para disputar o leilão de Belo Monte e depositaram as garantias no valor de R$ 190 milhões, ou 1% do valor estimado para ser investido na construção da usina. As garantias foram avalizadas pelo Bradesco, a Aneel.

Os grupos são Norte Energia, formado pela Chesf (49,98%), Queiroz Galvão (10,02%), Galvão Engenharia (3,75%), Cetenco Engenharia (5%), Mendes Júnior (3,75%), Bertin (13,77%), Serveng (3,75%) e J. Malucelli (9,98%).

O outro se chama Belo Monte Energia, formado pela Andrade Gutierrez (12,75%), Vale (12,75%), Eletrosul (24,5%), Furnas (24,5%), Neoenergia (12,75%) e Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) (12,75%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.