Tamanho do texto

Washington, 2 set (EFE).- O Governo dos Estados Unidos informou que o poço de petróleo da plataforma que explodiu hoje no Golfo do México "não está ativo", mas disse que, caso haja contaminação, os recursos para responder estão prontos.

Washington, 2 set (EFE).- O Governo dos Estados Unidos informou que o poço de petróleo da plataforma que explodiu hoje no Golfo do México "não está ativo", mas disse que, caso haja contaminação, os recursos para responder estão prontos. O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, deu essas declarações em entrevista coletiva pouco depois que a plataforma Vermilion Oil Rig 380, localizada cerca de 160 quilômetros do litoral da Louisiana, sofreu uma explosão. Segundo confirmou Gibbs, 13 pessoas saltaram à água e estão a salvo, embora uma delas tenha se ferido. Todos os afetados foram evacuados e deslocados à terra firme. A plataforma é operada pela Mariner Energy, empresa energética com sede em Houston, no estado americano do Texas, e se encontra a oeste de onde se originou o vazamento de petróleo da BP a partir da explosão que ocorreu em 20 de abril na plataforma Deepwater Horizon. Um porta-voz da petrolífera, Patrick Cassady, disse à rede de televisão americana "CNN" que "não há informação de nenhum derramamento" e que as causas do acidente ainda são desconhecidas, algo que está sendo investigado. "Parece que (os trabalhadores) pararam a produção e foram evacuados", afirmou Cassady, que confirmou que não há operações de perfuração na plataforma e informou que há sete poços petrolíferos ao redor. De acordo com o porta-voz, a plataforma estava em reforma por conta dos danos ocasionados pelo furacão "Ike", que assolou o Golfo em 2008, e que o fogo parecia provir do noroeste das instalações. As ações da Mariner Energy tiveram queda de 5% após a explosão da plataforma e as de outra companhia que pretendia comprá-la, a Apache Corporation, de 1,8%. EFE sid/dr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.