Fundo pode se associar ao consórcio vencedor do projeto, que ligará Campinas a São Paulo e ao Rio de Janeiro

selo

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, disse nesta terça-feira que os principais fundos de pensão de funcionários de estatais do País, como Petros (Petrobras), Funcef (Caixa) e Previ (Banco do Brasil), querem criar um Fundo de Investimento em Participações (FIP) para entrar no projeto do trem-bala que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo ele, a ideia é que o FIP não participe do leilão marcado para 16 de dezembro, mas se associe ao consórcio vencedor, após a licitação. "Eles querem se associar ao vencedor se a proposta do consórcio atender às suas exigências de rentabilidade", afirmou Figueiredo, ao chegar ao Palácio do Planalto, onde participará de reunião com a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra. Segundo Bernardo Figueiredo, a associação dos fundos apenas após o leilão aumenta a competitividade da disputa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.