Tamanho do texto

Capacidade da usina é de gerar 1,82 mil MW; governo pretende licitar hidrelétrica no fim do ano

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) protocolou hoje o estudo de impacto ambiental (EIA) da hidrelétrica Teles Pires (PA/MT) no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A usina, do tipo fio d'água (ou seja, sem a formação de reservatórios), tem uma capacidade instalada de 1,82 mil MW, configurando-se, deste modo, como o maior aproveitamento hidrelétrico do Rio Teles Pires.

No comunicado, a EPE informou que o governo federal pretende licitar a hidrelétrica em leilão a ser realizado no fim do ano - provavelmente no segundo leilão de energia nova A-5 (com cinco anos de antecedência) deste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.