RIO - A Transpetro e o estaleiro Superpesa, do Rio de Janeiro, assinaram hoje os contratos de financiamento para a construção de três navios de transporte de combustível para embarcações, chamados de bunkers. Os contratos, que somam R$ 110,58 milhões, serão financiados pelo Banco do Brasil.

RIO - A Transpetro e o estaleiro Superpesa, do Rio de Janeiro, assinaram hoje os contratos de financiamento para a construção de três navios de transporte de combustível para embarcações, chamados de bunkers. Os contratos, que somam R$ 110,58 milhões, serão financiados pelo Banco do Brasil. Os navios que serão construídos pelo Superpesa poderão receber óleo combustível ou óleo diesel e terão capacidade para armazenar 4 milhões de litros. O primeiro navio deverá ser entregue pelo estaleiro em 2012. O Banco do Brasil atuará como agente financeiro do Fundo da Marinha Mercante (FMM), que, na fase de construção, cobre 82% do investimento. O restante dos recursos será desembolsado pelo estaleiro, com 8% do total e pela Transpetro, com 10%. Após a entrega do navio, a parcela financiada sobe para 90% do valor dos contratos. Os próximos contratos de financiamento a serem fechados pela Transpetro no âmbito do Programa de Modernização da Frota (Promef) são para a construção de oito navios gaseiros pelo estaleiro Promar, em Suape, Pernambuco, e a construção de cinco navios de transporte de derivados de petróleo pelo Rio Nave, também no Rio de Janeiro. Ontem, a Transpetro já havia assinado os contratos de financiamento de outros sete petroleiros da segunda fase do Promef, neste caso para construção no Estaleiro Atlântico Sul e com financiamento doBanco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Do total de 49 navios do Promef - 23 da primeira fase e 26 da segunda - 46 já foram contratados, com investimento de US$ 4,7 bilhões. Os últimos três navios que compõem o programa estão em fase final de licitação. (Rafael Rosas | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.