Empresas do consórcio têm a expectativa de iniciar operação da usina pelo menos seis meses antes do prazo previsto

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira que foi habilitado o Consórcio Norte Energia, vencedor do leilão da usina de Belo Monte, no rio Xingu (PA). A divulgação do resultado da análise das documentações entregue pelos empreendedores à Comissão Especial de Licitação (CEL) do órgão seria apenas na próxima segunda-feira, 24.

O consórcio vencedor é formado por nove companhias. Atualmente, o grupo é liderado pela a Chesf, subsidiária da Eletrobras, com 49,98% de participação. Também estão no consórcio as empresas Queiroz Galvão (10,02%), Gaia Energia (10,02%), J Malucelli Construtora (9,98%), Cetenco Engenharia (5%), Galvão Engenharia (3,75%), Mendes Junior (3,75%), Serveng-Civilsan (3,75%), e Contern Construções (3,75%).

A próxima etapa do cronograma da CEL é aviso de adjudicação e homologação do leilão, previsto para o dia 1º de julho. Este será o mês em que os empreendedores pretendem assinar o contrato de concessão da usina, que valerá por 30 anos.

Com a antecipação do cronograma, as empresas têm a expectativa de iniciar a operação da usina com, pelo menos, seis meses de antes do previsto. O prazo máximo para início da comercialização da energia é 2015.

Na última quarta-feira, dia 19, o Conselho de Administração da Eletrobras decidiu o rateio de participação da Chesf que ficará com 15% na Sociedade de Propósito Específico (SPE) - a nova composição societária que assinará o contrato de concessão. A operadora do grupo passará a ser a Eletronorte, com 19,98%, e a Eletrobras ficará com 15%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.