Empresa, que opera bloco BM-C-29, encontrou indícios em águas rasas e pretende atingir a nova fronteira do pré-sal com perfuração

selo

A norte-americana Anadarko encontrou indícios de petróleo no bloco BM-C-29, em águas rasas da Bacia de Campos. A companhia informou sobre o reservatório à Agência Nacional do Petróleo (ANP). O poço ainda está sendo perfurado e deve atingir a profundidade máxima de 5.464 metros, em lâmina d'água de 78,6 metros. A petroleira pretende atingir a nova fronteira do pré-sal no bloco com a perfuração do poço, iniciada em 6 de setembro. Os trabalhos devem durar 120 dias. A Anadarko é a operadora do BM-C-29, com 50% de participação. A empresa tem como sócia na área a Ecopetrol (50%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.