Novo plano de banda larga tem meta de conectar 70% dos domicílios até 2014

Ministro diz que frequência de 700MHz, tradicionalmente utilizada para radiodifusão, também passará a ser aplicada à internet

Mayara Teixeira |

Mayara Teixeira
Paulo Bernardo, ministro das Comunicações: "as empresas gastam muito dinheiro com a construção de antenas, quando podiam compartilhá-las"

No próximo ano, o Ministério das Comunicações irá implantar o Plano Nacional de Banda Larga 2.0, um aprimoramento do atual plano em vigor. A intenção é ampliar o acesso à banda larga nos domicílios brasileiros, através de conexões fixas e principalmente móveis.

Leia também: Brasil lançará satélite para levar banda larga a todo País

“Em 2014, queremos que 70% dos domicílios estejam conectados à internet”, diz Paulo Bernardo, ministro das Comunicações. Para atingir a meta, Bernardo diz que as desonerações aplicadas ao setor são importantes e que também é necessária uma mudança da mentalidade das companhias. “As empresas gastam muito dinheiro com a construção de antenas, quando podiam compartilhá-las”.

Segundo o ministro, a internet de quarta geração (4G) irá descongestionar as linhas 3G, pois muitos usuários migrarão para o novo serviço. Além disso, ele afirmou que a frequência de 700MHz, tradicionalmente utilizada para radiodifusão, também passará a ser aplicada à internet. “A frequência é muito boa, permite que as operadoras façam o mesmo serviço com menor número de antenas”, diz.

Leia mais: Usuários de banda larga irão fiscalizar serviços das teles

A projeção do Ministério é de um crescimento de domicílios conectados semelhante ao ano passado, em que 38% das casas passaram a ter internet, ante 27% em 2010.

Sobre a desoneração de smatphones, já anunciada pelo Ministério, Paulo Bernardo estabeleceu uma data: “Será ainda nesse mês”. A meta é que no Natal os aparelhos possam ser adquiridos por uma média de R$ 200. A desoneração da Confins será em média de 9,5% .

Leia tudo sobre: banda largainternetinfraestrutura

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG