HRT deve lançar plano de monetização de gás até o final de 2013

Companhia anunciou, na última semana, conclusão de testes em bloco no Solimões

Carla Falcão - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O resultado obtido pela HRT no poço 1-HRT-9-AM, no bloco SOL-T-191, vai acelerar planos da companhia para monetização do gás da região, afirmou o presidente da empresa, Marcio Mello, nesta segunda-feira (17), durante a feira Rio Oil&Gas 2012, que acontece até quinta-feira, 20, no Rio de Janeiro.

"Até dezembro, vamos submeter para a ANP, o plano de monetização. E até o final de 2013, teremos um contrato", disse Mello.

Veja também: Usinas condicionam investimento de R$ 100 bilhões a garantias do governo

OSX: obra do estaleiro UCN Açu está 25% concluída

O teste foi concluído na última sexta-feira e chegou a uma produção acima de 700 mil metros cúbicos de gás natural por dia, acima da capacidade operacional da planta de teste.

“O 1-HRT- 5, de todos os poços testados no Solimões é o terceiro (em quantidade de gás). Já o 1-HRT- 9 é o primeiro. É uma quantidade de gás absurda no Pólo de Juruá, o que vai nos permitir colocar um plano de monetização”, afirmou Mello.

Segundo ele, a expectativa é de que a estrutura tenha potencial de vazão para produzir até 3 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, quando atingir sua fase de desenvolvimento. Esse potencial, reforçou o executivo, é apenas um pouco menor que o de Manati.

Leia ainda: ES alerta para perdas com marco regulatório do petróleo

“Vamos cumprir o que prometemos no nosso prospecto. Até o final de 2013, teremos um contrato de monetização de gás no Solimões”, afirmou Mello, que revelou ainda que a petroleira deve perfurar, no início de 2013, o primeiro poço do cluster de óleo

Leia tudo sobre: hrt

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG