Mineradora chegou este mês a um acordo com os trabalhadores de Sudbury, que estiveram em greve por um ano

A Vale trabalha com a expectativa de alcançar em setembro a capacidade plena de produção nas operações de níquel no Canadá. A mineradora chegou este mês a um acordo com os trabalhadores de Sudbury - onde há a maior produção de níquel da empresa no país -, depois de um ano de greve.

Para o diretor-executivo de operações de metais básicos, Tito Martins, a empresa precisará de um tempo para treinar os trabalhadores, mas o fato de ter mantido o nível de produção em cerca de 50% da capacidade contribuirá para a retomada rápida para que se atinja o patamar máximo. "Deveremos voltar à plena capacidade em setembro. Já operávamos com 50% de capacidade, por isso, vamos retomar capacidade. Se não operássemos, demoraria mais, provavelmente três meses, para retomar a plena capacidade", frisou Martins. O executivo lembrou ainda que os operários de Newfoundland, em Labrador, permanecem em greve, mas a produção na região já está em 100% da capacidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.