Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Usiminas muda comando

Marco Antonio Castello Branco deixa presidência da segunda maior produtora de aços planos do País. Wilson Brumer assume

André Vieira, iG São Paulo |

Dois anos depois de assumir, o presidente da Usiminas, Marco Antônio Castello Branco, deixará o comando da empresa, a segunda maior produtora de aços planos do País.

O engenheiro metalúrgico formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com mestrado e doutorado na Alemanha não terá seu contrato de trabalho renovado. O contrato atual vence no fim de abril.

No lugar de Castello Branco, assume o presidente do conselho de administração da Usiminas, Wilson Brumer. Israel Vainboim, ex-presidente do Unibanco, presidirá o "board" da companhia.

Na curta passagem de Castello Branco pela companhia, a Usiminas perdeu terreno para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e foi alvo de um processo de investigação do Ministério Público de assédio moral e sexual em treinamentos de trabalho.

Antes de chefiar a Usiminas, Castello Branco, de 49 anos, ocupava a presidência da divisão de tubos da multinacional francesa Vallourec & Mannesmann.

Ele sucedeu a Rinaldo Campos Soares, que ficou 17 anos no comando da Usiminas, antes mesmo da privatização da Usiminas, em 1991.

Em entrevista à imprensa em março, Castello Branco disse que as acusações eram parte de intrigas em razão das mudanças que ele havia empenhado na modernização dos negócios da empresa.

A Usiminas é controlada pela Nippon Steel, Camargo Corrêa e Votorantim.

 

Leia tudo sobre: UsiminasMarco Antônio Castello Branco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG