Tamanho do texto

Washington, 22 set (EFE).- O aumento em pensões, matérias-primas e custos estruturais reduzirão os lucros da Ford, segundo um relatório do Credit Suisse Securities publicado hoje e que adverte sobre as repercussões no valor das ações da empresa.

Washington, 22 set (EFE).- O aumento em pensões, matérias-primas e custos estruturais reduzirão os lucros da Ford, segundo um relatório do Credit Suisse Securities publicado hoje e que adverte sobre as repercussões no valor das ações da empresa. O relatório do Credit Suisse Securities assinala: "em nossa opinião, será difícil que as ações subam perante a redução do lucro". A análise indica que, para 2011, o custo em pensões da Ford irá ultrapassar US$ 1,5 bilhão. Em 2009, foi de US$ 600 milhões, enquanto em 2010 estão previstos US$ 900 milhões. A entidade financeira prevê que a receita da Ford na América do Norte se reduzirá de US$ 4,8 bilhões, em 2010, para US$ 4,2 bilhões, em 2011, e que o lucro da Ford Credit, o braço financeiro do fabricante, se reduzirá no mesmo período de US$ 2,7 bilhões para US$ 2 bilhões. EFE jcr/tf

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.