No segundo trimestre, a taxa de utilização ficou em 83% nas linhas de produção de eteno

selo

A recuperação dos indicadores operacionais da Quattor levou a empresa a atingir recordes de produção em julho e iniciar o segundo semestre com taxa de utilização da capacidade superior a 90%. No segundo trimestre, a taxa de utilização da Quattor ficou em 83% nas linhas de produção de eteno e de 70% na área de resinas. A expansão dos polos fazia parte do projeto de expansão da indústria petroquímica brasileira antes mesmo da criação da Quattor, originada na união de ativos da Unipar e da Petrobras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.