Nova Délhi, 12 - A produção de açúcar da Índia deve subir para 25,5 milhões de toneladas no próximo ano comercial, ante 18,7 milhões de toneladas registradas em 2009/10, devido ao forte aumento da área plantada com cana, informou hoje M

Nova Délhi, 12 - A produção de açúcar da Índia deve subir para 25,5 milhões de toneladas no próximo ano comercial, ante 18,7 milhões de toneladas registradas em 2009/10, devido ao forte aumento da área plantada com cana, informou hoje M.N. Rao, vice-diretor-geral da Associação das Usinas de Açúcar da Índia. "Nós esperamos que o cultivo cresça 19% no próximo ano, o que elevará a produção de açúcar", disse ele. O país produziu 25 milhões de toneladas apenas duas vezes na última década, nas temporadas 2006/07 e 2007/08. O provável salto na produção sugere que a Índia deve suspender as importações a partir de 2010/11, após dois anos consecutivos de escassez. Na verdade, o país pode conseguir exportar algum açúcar no próximo ano, tendo em vista a demanda doméstica anual de quase 23 milhões de toneladas. Tal mudança pressionará os preços globais da commodity, que já caíram mais de 40% desde que atingiram 30,40 cents por libra-peso, maior patamar em 29 anos, em fevereiro. Contudo, a expansão da produção doméstica não deve provocar um declínio acentuado nos preços locais, uma vez que as usinas devem transferir os custos aos consumidores. Rao afirmou que a área semeada com cana-de-açúcar no país provavelmente subirá para 5,4 milhões de hectares no ano que vem, em comparação com 4,2 milhões de hectares em 2009/10. O governo estimou a produção do ano-safra 2010/11 em 23 milhões de toneladas, mas autoridades da indústria disseram que o número final será muito maior porque o cultivo teria ficado muito acima do notificado. A Índia é o maior consumidor e o segundo maior produtor de açúcar do mundo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.