Estatal terá de captar o dobro do que foi previsto no período anterior

O Plano de Negócios da Petrobras 2010/14 revela ainda que a estatal ter uma necessidade de captação líquida de US$ 58 bilhões nos próximos cinco anos, mais que o dobro dos US$ 23 bilhões previstos no plano anterior, de 2009/13.

O novo montante já considera os recursos que a companhia pretende levantar por meio de uma oferta pública de ações nas próximas semanas. Embora a Petrobras não afirme claramente no comunicado, fica evidente que a efetivação do seu plano de investimentos depende substancialmente do sucesso do processo de capitalização.

Vale lembrar que os investimentos deverão atingir US$ 224 bilhões nos próximos cinco anos, enquanto a estatal prevê uma geração de caixa após dividendos de US$ 155,2 bilhões no mesmo período, levando em conta um preço médio de US$ 80 para o barril. A diferença necessariamente ter de ser suprida por meio de emissão de dívida ou capitalização via ações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.