Anatel prevê que Brasil alcance 300 milhões de acessos de telefonia móvel. O ano passado fechou com 175 milhões

O Brasil deve alcançar 300 milhões de acessos de telefonia móvel em 2013, de acordo com o gerente de Regulamentação e Comunicação Móvel da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Bruno Ramos. Segundo ele, o país já o quinto colocado no ranking mundial de acessos à telefonia celular, atrás apenas de China, Estados Unidos, Índia e Rússia. Caso se concretiza, a previsão mostrará um crescimento de 71,5% sobre o fechamento de 2009.

O Brasil deve fechar 2010 com ao menos 190 milhões de celulares, contra quase 175 milhões no fim de 2009, conforme Ramos. Já no ano que vem o total de acessos deve superar a casa de 200 milhões. "Estamos muito perto da Rússia e não dá para comparar com China e Índia, que tem mais de 1 bilhão de habitantes e aumentam o acesso rapidamente", disse o gerente da Anatel.

"Nossos números vão crescer ainda mais. Nossos dados falam em mais de 300 milhões de acessos (móveis) em 2013", acrescentou. O salto de mais de 100 milhões de acessos entre 2010 e 2013 será alavancado pela comunicação conhecida como "máquina a maquina".

Segundo o gerente da Anatel, o segmento de telefonia pretende expandir nos próximos anos o serviço de comunicação móvel no país e disponibilizar, por exemplo, chips para serem colocados nas pulseiras de bebês em maternidades, em casas, carros e outros.

"Já há um resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que vai exigir que cada carro tenha rastreamento e bloqueio. Uma geladeira também poderá ter acesso móvel. A comunicação 'machine to machine' vai fazer com que esse ritmo de crescimento acelere ainda mais no Brasil. Vamos ter mais acessos móveis que pessoas", disse Ramos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.