Tamanho do texto

Operação deve ser concluída no fim deste ano e cerca de 7,5 mil empregados da Motorola devem ser transferidos para a Nokia Siemens

A joint-venture de infra-estrutura de telecomunicações Nokia Siemens Networks anunciou formalmente a aquisição da maior parte da divisão de equipamentos de redes sem fio da Motorola.

O acordo foi fechado por US$ 1,2 bilhão e deve fortalecer a presença da compradora especialmente nos Estados Unidos e Japão.

Com a aquisição, a empresa também pretende herdar mais de 50 clientes, entre grandes operadoras como China Mobile, Sprint, Verizon Wireless e Vodafone.

"A Nokia Siemens Networks vai ver os benefícios de um acordo do qual se espera aumento da lucratividade e do fluxo de caixa, e que tem um potencial de crescimento significativo", disse, em nota, o principal executivo da joint venture, Rajeev Suri.

A união deve ser concluída no fim deste ano e cerca de 7,5 mil empregados da Motorola devem ser transferidos para a Nokia Siemens.

A empresa americana continuará a deter a tecnologia iDEN (ou "push to talk", usada, por exemplo nos telefones com rádio da Nextel) e praticamente todas as patentes de equipamentos de rede sem fio.

Com a conclusão da operação, a Nokia Siemens espera se tornar a terceira maior fornecedora de infraestrutura de comunicação sem fio nos Estados Unidos, a maior estrangeira desse setor no Japão e, ainda, fortalecer sua posição como a segunda maior do ramo de infraestrutura no mundo.

De acordo com as informações das duas empresas, a divisão de infraestrutura da Motorola oferece produtos e serviços para redes sem fio que incluem as tecnologias GSM, CDMA, e WiMAX (da qual é líder de mercado).

A Motorola tem 41 contratos de rede WiMAX em 21 países, 30 redes CDMA ativas em 22 nações, e mais de 80 redes GSM em 66 países.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.