Resultado da fabricante do Viagra cai 26%, mas faturamento cresce 54%

O lucro líquido da Pfizer, fabricante do Viagra, encolheu 26% no primeiro trimestre de 2010, para US$ 2,026 bilhões, contra US$ 2,729 bilhões obtidos entre janeiro e março de 2009. Por ação, o lucro saiu de US$ 0,40 para US$ 0,25. Ajustado, o ganho por ação ficou em US$ 0,60, excedendo o US$ 0,54 do trimestre inicial de 2009. A receita líquida da farmacêutica aumentou 54%, ficando em US$ 16,750 bilhões nos três primeiros meses deste ano.

Os dados refletem a aquisição da Wyeth, concluída em 15 de outubro do ano passado. A receita daquela empresa contribuiu para o resultado da Pfizer, que também sentiu impacto das despesas associadas com o acordo entre as duas companhias e de ajustes contábeis da compra associados com a operação.

"Após considerar o desempenho do primeiro trimestre de 2010, o impacto financeiro relacionado com a recente legislação de saúde dos Estados Unidos, de US$ 300 milhões, na receita deste ano assim como o fortalecimento do dólar, reforçamos nossa perspectiva financeira para 2010", disse o diretor financeiro da Pfizer, Frank D´Amelio. A expectativa da companhia é de receita de US$ 67 bilhões a US$ 69 bilhões no calendário completo e lucro por ação de US$ 0,95 a US$ 1,10. Ajustado, o ganho por ação deve se situar entre US$ 2,10 e US$ 2,20.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.