Tamanho do texto

Fabricante de cosméticos acumula ganho de R$ 191,5 milhões

A fabricante de cosméticos Natura reportou lucro de R$ 191,5 milhões no segundo trimestre, marcando alta de 13,8% em relação ao resultado líquido de igual período de 2009, conforme o balanço divulgado dentro do padrão contábil internacional IFRS.

No primeiro semestre, a empresa acumulou lucro de R$ 333,1 milhões, o que corresponde a um acréscimo de 8,5% sobre o montante dos seis primeiros meses do ano passado (R$ 307 milhões).

O resultado do trimestre refletiu um avanço de 24,1% na receita líquida, que totalizou R$ 1,283 bilhão entre abril e junho. Já o resultado operacional medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou positivo em R$ 331,8 milhões, 32,2% acima da cifra de um ano antes. A margem Ebitda avançou de 24,3% para 25,9% nessa base de comparação.

Apesar disso, um aumento de R$ 60,3 milhões na linha de imposto de renda e contribuição social minimizou os ganhos da empresa.

Hoje, o conselho de administração da companhia aprovou a proposta do pagamento de um total de R$ 289,3 milhões em dividendos e juros sobre o capital próprio referentes aos resultados do primeiro semestre de 2010 e do período de janeiro a julho deste ano 2010. A distribuição está prevista para 12 de agosto.

No balanço, a companhia também reporta um crescimento de 17,9% no número de consultoras no Brasil, que alcançou 941,9 mil em junho. A empresa lançou 38 produtos entre abril e junho, totalizando 52 itens lançados no primeiro semestre deste ano.

Conforme o balanço, a Natura fechou junho com um endividamento líquido de R$ 181,5 milhões em junho, 80% abaixo da geração de caixa em uma ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.