Tamanho do texto

O lucro líquido consolidado real da companhia foi de R$ 45 milhões no período

selo

A Braskem, que atua no setor químico, registrou um lucro líquido consolidado real de R$ 45 milhões no segundo trimestre de 2010, o que representa um resultado 96% abaixo do R$ 1,156 bilhão do mesmo período do ano passado.

Segundo informou a empresa, com a aquisição do controle da Quattor Participações e da Sunoco Chemicals em abril de 2010, os resultados passaram a contemplar, para todos os períodos, informações consolidadas pro forma (estimadas), que incluem 100% dos resultados desses novos ativos. De abril a junho deste ano, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) pro forma cresceu 42%, para R$ 1,042 bilhão, ante os R$ 735 milhões do segundo trimestre de 2009. Já a margem Ebitda pro forma foi de 15,9%, ante 14,7% em igual intervalo de 2009.

A companhia também apresentou os resultados no critério "real", sem considerar a Quattor no período de janeiro a março e a Unipar Comercial e Polibutenos de janeiro a abril, pois as empresas foram adquiridas em abril e maio, respectivamente. Nesse demonstrativo real, a variação do Ebitda é de 84%, ante cifra de R$ 566 milhões no segundo trimestre de 2009.

A margem real é de 16% e ficou 0,6 ponto porcentual acima do mesmo período do ano passado. A receita líquida pro forma alcançou R$ 6,539 bilhões, 31% acima dos R$ 4,996 bilhões do segundo trimestre de 2009. No conceito real, a receita líquida foi de R$ 6,516 bilhões, com alta de 77%. O resultado financeiro líquido real do segundo trimestre de 2010 foi uma despesa de R$ 575 milhões ante o resultado positivo, no critério real, de R$ 1,192 bilhão no mesmo período de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.