Fabricante de especialidades químicas tem receita de 139,7 milhões de euros no primeiro trimestre

A fabricante alemã de especialidades química Lanxess teve um crescimento substancial de sua receita no Brasil durante o primeiro trimestre de 2009. As vendas líquidas subiram 125%, para 139,7 milhões de euros.

No mundo, a Lanxess faturou 1,61 bilhão de euros, alta de 53% sobre o primeiro trimestre de 2009, quando a empresa foi afetada fortemente pela crise econômica mundial. O lucro líquido havia atingido 104 milhões de euros nos primeiros três meses de 2009, diante de um prejuízo de 14 milhões no primeiro trimestre do ano anterior.

A melhora no resultado foi creditada à recuperação das economias da América Latina, em especial o segmento de borracha sintética no Brasil, e da Ásia, principalmente na China.

“Nossos números-chave refletem claramente que a Lanxess emergiu fortalecida da crise”, disse Axel  Heitmann, presidente da Lanxess AG, em comunicado distribuído aos jornalistas. “Nossa estratégia de focar em oportunidades de crescimento nos países BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) e de ser firme com os custos provou ser exatamente o caminho certo.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.