Tamanho do texto

Montadora norte-americana diz que é possível voltar ao azul já em 2010

A General Motors informou nesta quarta-feira que teve um prejuízo de US$ 4,3 bilhões desde que iniciou o processo de concordada, em julho, até o fim de 2009, e disse acreditar que é possível voltar ao azul em 2010.

A empresa apresentou ainda um prejuízo de US$ 3,4 bilhões no quarto trimestre e afirmou estar comprometida em repagar o que deve ao Tesouro dos Estados Unidos e à Export Development Canada em junho "no mais tardar".

Completando o "novo início" do processo de contabilidade, restam à GM os preparativos para lançar uma oferta pública inicial que reduzirá a fatia majoritária do governo dos Estados Unidos na montadora. O momento de realização da oferta ainda é incerto.

"Completar o novo início da contabilidade é um passo muito importante no processo", disse o vice-presidente financeiro da GM, Chris Liddell, em comunicado sobre a possibilidade de retornar ao controle público.

A GM disse que a oferta permitirá à empresa investir em projetos e vendas de veículos, atrair as melhores pessoas e ganhar acesso aos mercados de capitais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.