Tamanho do texto

A maior montadora dos Estados Unidos registrou lucro líquido de R$ 2,3 bilhões no segundo trimestre

A General Motors apresentou seu melhor lucro trimestral em seis anos nesta quinta-feira, um dia antes de entrar com pedido para oferta pública inicial de ações, conforme esperado pelo mercado, abrindo caminho para que o governo dos Estados Unidos reduza sua participação na montadora.

A maior montadora dos Estados Unidos registrou lucro líquido de US$ 1,3 bilhão, cerca de R$ 2,3 bilhões, no segundo trimestre, contra US$ 865 milhões, aproximadamente R$ 1,5 bilhão, no primeiro quarto do ano. O resultado foi o maior para o período desde 2004.

A receita subiu para US$ 33,2 bilhões, ante US$ 31,5 bilhões  no trimestre anterior, impulsionada por melhores resultados na América do Norte.

Fontes disseram à "Reuters" na quarta-feira que a montadora assegurou uma linha de crédito de US$ 5 bilhões, marcando seu retorno ao mercado de capitais um ano após ressurgir do processo de concordata bancado pelo governo norte-americano.

A linha de crédito era o último obstáculo para o pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) que permitirá ao Tesouro dos Estados Unidos reduzir sua fatia de aproximadamente 61% na GM.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.