Destaque nos seis primeiros meses do ano foi o setor de utilidades domésticas, que cresceu 42%

O faturamento da indústria de eletroeletrônicos registrou crescimento de 18% no primeiro semestre do ano, em relação ao mesmo período de 2009. Só no segundo trimestre, a alta foi de 19% na base de comparação anual, informou hoje a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

O destaque nos seis primeiros meses do ano foi o setor de utilidades domésticas, que cresceu 42%. Na sequência, as vendas de equipamentos industriais subiram 29%, enquanto as de componentes tiveram evolução de 27%.

As exceções no balanço foram os setores de telecomunicações e geração, transmissão e distribuição de energia, que tiveram, respectivamente, baixas de 3% e 1%.

O levantamento da Abinee ainda mostra um crescimento de 5% nas exportações do setor, para US$ 3,64 bilhões na primeira metade do ano. Por outro lado, as importações subiram 50% na mesma base de comparação, chegando a US$ 15,763 bilhões.

Os telefones celulares corresponderam ao produto mais exportado no primeiro semestre, marcando US$ 535 milhões, uma queda de 21%. Pelo lado das compras externas, as importações de semicondutores tiveram o maior montante, com US$ 2,077 bilhões (alta de 56%).

De acordo com a Abinee, o setor fechou junho com 171,4 mil empregados, acima dos 160 mil funcionários de dezembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.