Fabricante brasileira fornecerá 35 aviões com opção de entregar mais 105 unidades nos próximos anos

- Divulgação
Familia dos jatos da Embraer 170/190 apresentada em agosto 1999
A Flybe, maior companhia aérea doméstica britânica, informou hoje que encomendou da Embraer 35 aeronaves, num contrato de aproximadamente US$ 1,3 bilhão, o que lhe dará a possibilidade de expandir seus serviços no continente europeu.

Há ainda a opção de a Flybe comprar mais 65 aeronaves e também adquirir os direitos para mais 40 unidades, em um acordo potencial de US$ 5 bilhões.

A Flybe, uma empresa de capital fechado, tem crescido desde a sua criação em 2002, a ponto de se tornar a maior companhia aérea regional da Europa, disse que pretende crescer consistentemente na Europa Ocidental ao longo da próxima década.

A primeira aeronave deverá ser entregue em setembro de 2011, com o prazo final para entrega de todas as encomendas "firmes" até março de 2017.

O presidente e diretor-executivo da Flybe, Jim French, disse que "o momento é propício para a compra de aeronaves, uma vez que a empresa cumpre assim a tradição de acordos inovadores, o que impulsiona seu crescimento de longo prazo".

Os aviões são do modelo Embraer 175, com 88 assentos da geração dos E-Jets, o avião civil de maior sucesso comercial da história da companhia com sede em São José dos Campos (SP). A Flybe já possui hoje 14 aviões do tipo E-195 da Embraer, com mais de 120 assentos.

A família dos E-Jets é composta por quatro jatos comerciais com capacidades de 70 a 122 assentos. Especialistas consideram o avião traz como vantagem sua economia operacional, baixo nível de emissão de poluentes e flexibilidade interna no posionamento das poltronas - não há o assento do meio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.