A companhia petroleira anglo-holandesa lucrou R$ 7,780 bilhões no segundo trimestre

A companhia petroleira anglo-holandesa Royal Dutch Shell alcançou lucro de US$ 4,393 bilhões no segundo trimestre (R$ 7,780 bilhões), 15% acima do ganho apurado no mesmo período de 2009 (US$ 3,822 bilhões). No primeiro semestre, a companhia acumulou lucro de US$ 9,874 bilhões, marcando alta de 35% sobre o resultado líquido dos seis primeiros meses de 2009.

No balanço, o presidente da Shell, Peter Voser, destaca que o programa de redução de custos entregou US$ 3,4 bilhões em economias, em valores anualizados. Também diz que os investimentos da companhia garantiram um crescimento de 5% na produção de óleo e gás no trimestre, em relação ao volume de um ano antes. Na comparação do segundo trimestre deste ano com igual período de 2009, a receita da Shell cresceu 38,7%, para US$ 91,86 bilhões.

"Isso é um bom desempenho da Shell, apesar das desafiadoras condições macroeconômicas de hoje. Estamos no caminho do crescimento", aponta o executivo. O grupo também lembra em seu relatório que assinou, no início deste ano, um memorando de entendimento com a Cosan para formar no Brasil uma joint venture dedicada à produção de etanol, açúcar e energia, além da distribuição e comercialização de combustíveis na rede de postos. Cabe lembrar que a Shell prevê realizar um aporte de US$ 1,625 bilhão no negócio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.