Tamanho do texto

Ministros da Defesa do Brasil e da Colômbia assinam declaração de intenções

O governo da Colômbia manifestou a intenção de comprar 12 aviões de transporte militar da Embraer, o KC-390, ampliando para 46 unidades o total de indicações de aquisição da aeronave por forças aéreas.

Segundo a Embraer, foi assinado em Brasília, nesta quarta-feira, uma declaração de intenções entre os ministros da Defesa do Brasil e da Colômbia "visando à participação do país vizinho no programa de desenvolvimento e na produção do jato de transporte militar KC-390".

"É o primeiro passo nas negociações bilaterais que definirão os termos e condições da participação da Colômbia no programa, e que poderá resultar na implantação de uma fábrica de peças usinadas naquele país para atender ao mercado aeronáutico, e na aquisição, por parte do governo colombiano, de 12 aviões KC-390", destacou a Embraer.

Em 24 de agosto, um acordo parecido foi assinado no Chile, pelo qual a Empresa Nacional de Aeronáutica (Enaer) daquele país se comprometeu a discutir sua participação no desenvolvimento do avião e no fornecimento de parte da estrutura. O Chile vai avaliar a compra de seis aviões KC-390.

Em julho, durante a feira de aviação de Farnborough, na Inglaterra, a Embraer e a Força Aérea Brasileira (FAB) divulgaram uma intenção de compra inicial, pelo governo, de 28 jatos KC-390 para renovação da frota.

Embora não tenha divulgado o preço do KC-390, a fabricante já informou querer um terço do mercado global de cargueiros estimado em 700 unidades em 15 anos, o que significaria receita de 18 bilhões de dólares. Com base nisso, é possível chegar a um valor médio por aeronave próximo a 80 milhões de dólares.

Nessa base, o valor potencial das vendas das 46 unidades em negociação com Brasil, Chile e Colômbia seria de perto de 3,7 bilhões de dólares.

A previsão é que o primeiro voo do cargueiro da Embraer ocorra em 2014, com entrada em serviço no final de 2015.

As ações da Embraer disparavam 4,44 por cento às 16h08, para 11,28 reais. No mesmo horário, o Ibovespa avançava 2,61 por cento.

(Reportagem de Cesar Bianconi)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.