Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

BP vê progresso na contenção de vazamento no Golfo

A British Petroleum (BP) encontrou somente um pequeno problema no sábado à noite e continua "satisfeita com os progressos" no segundo dia do seu novo esforço para conter o óleo que está vazando de um poço danificado no Golfo do México, disse o vice-presidente da BP, Kent Wells, na manhã deste domingo

AE |

A British Petroleum (BP) encontrou somente um pequeno problema no sábado à noite e continua "satisfeita com os progressos" no segundo dia do seu novo esforço para conter o óleo que está vazando de um poço danificado no Golfo do México, disse o vice-presidente da BP, Kent Wells, na manhã deste domingo.

A BP está trabalhando para instalar uma nova tampa sobre o poço, que está expelindo óleo desde o dia 20 de abril. No sábado, robôs que atuam em áreas submersas realizaram a delicada tarefa de remover a vedação usada anteriormente no poço, o que aumentará temporariamente o vazamento de óleo. Nesse domingo, a BP planeja instalar uma peça de transição que permitirá à colocação de uma nova tampa sobre o poço, destacou Wells. O processo inteiro deverá levar de três a seis dias para ser completado.

Enquanto isso, a companhia continua a trabalhar para colocar em operação uma terceira embarcação que será utilizada para armazenar o óleo, a Helix Producer. No entanto, durante uma inspeção na noite de ontem, os trabalhadores da petroleira encontraram e corrigiram um defeito no navio, o único problema reportado pela empresa desde que retomou a operação ao meio-dia.

A companhia acredita que a Helix Producer começará a coletar o óleo na noite deste domingo pela primeira vez desde que se aproximou do poço há duas semanas, declarou o executivo.

Embora não tenha uma tampa sobre o poço, a BP ainda está desviando o óleo através de um sistema separado e queimando-o a partir de um navio, o Q4000, que se encontra na superfície próximo ao poço, situado ao largo da costa da Louisiana, nos EUA. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMICO-ECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG