Assessoria do ministro diz que as análises dos dados técnicos ainda não foram concluídas, o que deverá ocorrer na próxima semana

selo

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, desmentiu no início da noite, por meio de sua assessoria de imprensa, que o governo tenha definido que o preço do barril de petróleo da cessão onerosa para a Petrobras ficará em US$ 8,50. Segundo o ministro, qualquer informação nesse sentido "é pura especulação". A assessoria informou que as análises dos dados técnicos ainda não foram concluídas, o que deverá ocorrer na próxima semana.

Mais cedo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia afirmado que "ainda tem uma fase de discussão técnica" para definir o preço do barril, ao ser indagado por repórteres após participar da cerimônia de assinatura do contrato de concessão da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). Pouco depois, também em entrevista à imprensa, a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, afirmou que ainda faltam detalhes técnicos para que o presidente Lula possa tomar uma decisão final.

Erenice disse não acreditar na possibilidade de o preço do barril ser fechado até o final desta semana. "Eu acho que na sexta não fechamos", disse a ministra. Segundo ela, ainda não há nenhum valor definido e qualquer preço que esteja sendo mencionado "é mera especulação, não tem fundamento, nem consistência".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.