Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Aquisição da GBD abre mercado paulista à Petrobras

Negócio permitirá à estatal explorar distribuição de gás natural em área de concessão que pertencia à italiana Eni

André Vieira, iG São Paulo |

O acordo de aquisição da Gás Brasiliano Distribuidora (GBD) pela Petrobras por cerca de US$ 250 milhões, anunciado nesta quinta-feira, permitirá à estatal explorar a distribuição de gás natural no maior mercado consumidor de energia do País, o Estado de São Paulo.

Reprodução
Com aquisição, Petrobras passa a atuar na distribuição de gás natural em São Paulo na região de concessão que pertencia à GBD (trecho em amarelo)

O interesse da Petrobras era explícito. O presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, criticava a lei estadual que impedia a entrada da empresa no setor, criticando o monopólio das concessões dadas nos anos 1990 às demais empresas, como a ENI, Comgás (BG e Shell) e Gas Natural São Paulo Sul (SPS).

Gabrielli argumentava que a Petrobras investira US$ 30 bilhões na construção do sistema de distribuição de gás natural no País, mas não podia participar do jogo no maior mercado.

"A Petrobras foi deliberadamente afastada da indústria de São Paulo porque foi proibida de participar da distribuição", disse Gabrielli, no fim do ano passado, em entrevista ao jornal "O Estado de S.Paulo".

Com a aquisição da GBD, a Petrobras informou que "esta aquisição irá posicionar a empresa na atividade de distribuição no maior mercado brasileiro para o gás natural, região de São Paulo, e próximo à entrada do gás fornecido pela Bolívia e transportado pelo Gasbol e às reservas de gás da região Sudeste."

A GBD ganhou a concessão em dezembro de 1999, que tem duração de 30 anos. Ao fim deste prazo, a concessão poderá ser estendida por mais 20 anos.

A concessão da distribuição de gás na região noroeste do Estado de São Paulo engloba 375 municípios, entre os quais Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Marília, Presidente Prudente, e Franca.

Em 2009, a rede de distribuição tinha 734,5 quilômetros. A GDB vendeu 193 milhões metros cúbicos de gás natural para a indústria, comércio, residências e transporte.


 

Leia tudo sobre: Gás naturalPetrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG