Tamanho do texto

Empresa registrou lucro líquido consolidado de R$ 1,5 bilhão no período

selo

A AmBev (Companhia de Bebidas das Américas) registrou lucro líquido consolidado de R$ 1,510 bilhão no segundo trimestre de 2010, o que representa uma alta de 9,8% na comparação com o mesmo mês de 2009, quando apresentou resultado de R$ 1,375 bilhão.

O dado de lucro é o atribuído ao controlador, excluindo a participação de minoritários. Já o lucro consolidado com a parte dos minoritários subiu também 9,8%, para R$ 1,527 bilhão, ante os R$ 1,391 bilhão registrados no segundo trimestre do ano passado.

Outra medida informada é o lucro líquido "normalizado", antes de receitas e despesas especiais, cujo montante é de R$ 1,525 bilhão. O valor é 9,6% maior que o R$ 1,391 bilhão do segundo trimestre de 2009. Já o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) teve alta de 1,7%, para R$ 2,408 bilhões. A margem foi de 42,4%, o equivalente a 1,9 ponto porcentual abaixo dos 44,3% do segundo trimestre de 2009.

No critério "normalizado", o Ebitda passa a R$ 2,422 bilhões, um resultado 1,7% superior ao do mesmo período do ano passado, de R$ 2,383 bilhões. Neste caso, a margem Ebitda foi de 42,7%, ante os 44,6% do mesmo período de 2009.

A receita líquida da companhia somou R$ 5,678 bilhões, alta de 6,2% sobre os R$ 5,348 bilhões dos meses de abril a junho do ano passado. Em volume, o crescimento foi de 8,3%, passando de 34,076 milhões de hectolitros para 36,896 milhões de hectolitros. O resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 105,5 milhões, 57,7% menor que a despesa de R$ 249,4 milhões na mesma comparação.