Após gestão repleta da tropeços, Andrea Jung continuará como conselheira sênior na maior vendedora direta de produtos de beleza do mundo


Andrea Jung vai deixar a presidência do conselho executivo da Avon após gestão tumultuada
AP
Andrea Jung vai deixar a presidência do conselho executivo da Avon após gestão tumultuada

A presidente-executiva da Avon, Andrea Jung, apresentou nesta sexta-feira sua renúncia ao cargo após duas décadas na empresa e será substituída por Fred Hassan, atual diretor-gerente da companhia e sócio da Warburg Pincus.

Jung continuará como conselheira sênior na maior vendedora direta de produtos de beleza do mundo. Ela assumiu a presidência-executiva em 1999, mas foi afastada do comando depois de uma série de tropeços, desde reestruturações mal executadas e perda de lucros até uma investigação sobre suborno no exterior.

Andrea deixará o cargo em 31 de dezembro. "Foi um grande privilégio poder servir a empresa nas últimas duas décadas, sobretudo aos milhões de representantes e milhares de associados que a Avon tem no mundo todo", afirmou.

Sobre o novo presidente, Andrea destacou suas qualidades e disse que ele é uma pessoa idônea. Por sua parte, Fred Hassan manifestou seu agradecimento a Jung por seus anos de serviço na empresa, que permitiram transformar a Avon em uma "líder de beleza em nível global".

A companhia tem um lucro de cerca de US$ 11 bilhões anuais e é a empresa com maior venda direta em mais de 100 países. Após ser anunciada a saída de Andrea, as ações de Avon subiram cerca de 6% na Bolsa de Nova York, cotadas a US$ 17,30 cada.

* Com Efe e Reuters



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.