Iveco agora tem ônibus para o mercado brasileiro

Montadora vai começar a produzir chassis no início do ano que vem com vendas programadas para junho

Ana Paula Machado - Brasil Econômico |

Depois de seis anos de estudo, a italiana Iveco Latin America se classifica como competidor no mercado de ônibus no Brasil. A montadora vai lançar o seu chassi com motor dianteiro em meados do próximo ano. No entanto, a produção, segundo o presidente da empresa, Marco Mazzu, será iniciada pelo menos no primeiro trimestre de 2013. A intenção da companhia é dar início às vendas das primeiras unidades com as entregas programadas para o lançamento do chassi.

“Para o chassi com motor dianteiro os investimentos na fábrica não são tão altos. Teremos que investir em uma nova linha de montagem quando concluirmos os estudos para os veículos pesados, os articulados. Este modelo devemos lançar em 2014”, disse Mazzu.

O modelo articulado que está em testes na fábrica da Iveco em Sete Lagoas é o Eurorider, um chassi que já roda no mercado europeu. Aliás, por lá a montadora é a segunda em vendas e fatura R$ 1 bilhão por ano. No ano passado, ela vendeu 8 mil unidades de ônibus na Europa.

“Para esse veículo não teremos que fazer grandes mudanças na estrutura como fizemos no desenvolvimento do chassi com motor dianteiro, mas é a nossa aposta para entrarmos de vez no mercado de ônibus no país. Isso porque, o que mais se vende por aqui é esse tipo de ônibus, cerca de 40% dos negócios", disse o executivo.

A Iveco tem um plano de investimentos de ¤ 1 bilhão entre 2012 a 2014 no mundo e grande parte desses recursos serão aplicados na operação da companhia na América Latina. “Os recursos aplicados no desenvolvimento do chassi de ônibus estão dentro desse plano da companhia”, disse Mazzu.

E a estratégia da Iveco pode ser um pouco tardia. O mercado de ônibus deverá reagir no próximo ano em função das vendas para os sistemas de BRT (Bus Rapid Transit) que estão em implantação nas cidades-sedes da Copa do Mundo. E o que mais se vende para essas capitais são ônibus articulados, modelo que ela somente terá em 2014. Além disso, as empresas de transporte interestadual de passageiros devem realizar encomendas para a renovação da frota em razão da licitação para as linhas interestaduais que deve sair este ano.

“São dois eventos importantes, mas acreditamos que o mercado de ônibus no Brasil e na América Latina deverá ser o dobro do Europeu em dois anos. Além disso, seremos mais uma opção para esse cliente. Hoje, principalmente no Brasil, temos duas grandes marcas que competem nesse segmento.”

A expectativa da Iveco é ter entre 10% e 12% das vendas de chassis de ônibus no país em dois anos . “Para isso, devemos utilizar entre 10% a 20% de nossa capacidade de produção para atender o mercado brasileiro.”

O chassi que vai rodar no Brasil foi totalmente desenvolvido para as características do mercado local. “Podemos trazer outras tecnologias para o país, como híbrido e motor movido a Gás. Estamos estudando e acreditamos que em cinco anos estaremos em todos os segmentos de mercado de ônibus no país.”

Leia mais notícias de economia, política e negócios no jornal Brasil Econômico

Leia tudo sobre: ivecomontadoras

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG