Paralisação atinge todas unidades da Petrobras, diz FUP

Para a entidade, o aumento proposto pela empresa (entre 0,9% e 1,2%) não atende a reivindicação dos petroleiros

Agência Estado |

Agência Estado

Agência Petrobras
Nas refinarias do Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Estado do Rio, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul não houve troca de turno

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que a greve de advertência de 24 horas deflagrada nesta quarta-feira atinge todas as unidades operacionais e administrativas da Petrobras e subsidiárias, "com adesão de ampla maioria dos trabalhadores".

De acordo com a entidade, nas refinarias do Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Estado do Rio, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul (Refap) não houve troca de turno, assim como nos terminais, termoelétricas, usinas de biodiesel e campos de produção terrestre. Nas bases do Norte Fluminense, segundo a FUP, 41 plataformas da Bacia de Campos aderiram à greve. Os petroleiros não estão emitindo permissões de trabalho e realizam somente os serviços rotineiros das unidades.

Ainda de acordo com o comunicado, todas as unidades marítimas e terrestres no Ceará, Rio Grande de Norte, Bahia e Espírito Santo suspenderam as atividades a partir as 7h desta quarta-feira.

A greve visa pressionar a Petrobras a apresentar uma nova proposta que aceite as principais reivindicações dos petroleiros. Para a FUP, o aumento proposto pela empresa (entre 0,9% e 1,2%) não atende a reivindicação dos petroleiros.

Na sexta-feira, o Conselho Deliberativo da FUP se reunirá para decidir os novos passos do movimento. "Se a Petrobras não apresentar uma nova proposta com avanços significativos, os petroleiros poderão ser a próxima categoria a cruzar os braços por tempo indeterminado", informou a entidade.


Leia tudo sobre: petrobraspetroleirosgrevefuppetróleorefinarias

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG