Tamanho do texto

A capitalização da Petrobras poderá ser anunciada oficialmente durante as solenidades oficiais do feriado da Independência, em 7 de setembro

selo

A capitalização da Petrobras poderá ser anunciada oficialmente durante as solenidades oficiais do feriado da Independência, em 7 de setembro. Segundo fontes ligadas ao processo, a estratégia vem ganhando força dentro do governo, seguindo a linha já adotada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva de atrelar fatos históricos ao anúncio de realizações da estatal.

Foi assim na divulgação oficial da autossuficiência na produção de petróleo, anunciada por Lula em 2006, no dia 21 de abril, que marca a Inconfidência Mineira. Em 2009, o presidente escolheu o Dia do Trabalho, 1.º de Maio, para acionar simbolicamente o equipamento que retirou "o primeiro óleo" do pré-sal da área de Tupi, na Bacia de Santos.

Em ambos os casos, Lula fez referência às datas comemorativas para ressaltar as conquistas da Petrobras. No ano passado, ao anunciar o novo marco regulatório do setor de petróleo - que ainda seria levado ao Congresso Nacional -, Lula também aproveitou a semana de comemorações da Independência.

Essa estratégia reforça o interesse na conclusão da capitalização até 30 de setembro. O registro da oferta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) poderia ocorrer na próxima semana ou após o feriado, quando Lula fizer o anúncio oficial. Segundo fonte próxima ao processo, o presidente teria determinado que sejam encerradas até sexta-feira as discussões em torno do preço do barril de petróleo que será repassado pela União à Petrobras, dentro do processo de capitalização.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.