Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Gerdau amplia investimentos até 2014 para R$ 11 bilhões

SÃO PAULO - A Gerdau ampliou seus investimentos previstos para o período de 2010 a 2014 de R$ 9,5 bilhões para R$ 11 bilhões, segundo anunciou hoje o diretor-presidente da companhia, André Gerdau Johannpeter. Desse total, cerca de 80% será destinado ao Brasil.

Valor Online |

SÃO PAULO - A Gerdau ampliou seus investimentos previstos para o período de 2010 a 2014 de R$ 9,5 bilhões para R$ 11 bilhões, segundo anunciou hoje o diretor-presidente da companhia, André Gerdau Johannpeter. Desse total, cerca de 80% será destinado ao Brasil. A principal novidade é o investimento em um laminador para aços especiais longos, que custará cerca de R$ 350 milhões e terá capacidade instalada de 500 mil toneladas por ano. O foco da produção será a indústria automotiva e a expectativa é de que o equipamento entre em operação a partir de 2012. O local onde será construído o laminador ainda não foi definido, mas deve ser divulgado nas próximas semanas, antecipou Johannpeter durante teleconferência para jornalistas realizada hoje. A siderúrgica também investirá uma fatia de R$ 490 milhões em um laminador de rolos, que deve entrar em operação a partir de 2013. A produção anual de cerca de 600 mil toneladas será destinada para a construção civil e a indústria. Os recursos destinados à área de mineração em Minas Gerais também foram revistos para cima, de R$ 533 milhões para R$ 352 milhões. A intenção é produzir sete milhões de toneladas de minério a partir de 2012 e alcançar autossuficiência na produção da usina de Ouro Branco (MG). À usina será adicionada uma estrutura logística para transporte de materiais que compreende um sistema de correias com 9 quilômetros de extensão. Além desses novos aportes, a companhia mantém outros investimentos divulgados anteriormente, como a destinação de R$ 2,4 bilhões para laminadores de chapas grossas e de bobinas a quente. a previsão é de que eles entrem em atividade no início de 2012, com capacidade instalada de 1,9 milhão de toneladas por ano. Mas a intenção da Gerdau é ampliar esse potencial para até 3 milhões de toneladas ao ano. "Quando se planeja esse tipo de investimento, já prevemos o aumento da capacidade, agora, vai depender do mercado essa ampliação", pontuou Johannpeter, sem citar datas. O objetivo da revisão dos investimentos da Gerdau é atender à crescente demanda do mercado por aço, segundo o diretor-executivo da companhia. Ele citou estatísticas internacionais que dão conta de um aumento de 11% no consumo mundial do material este ano, chegando a 1,2 bilhões de toneladas. Sobre reajustes, o executivo não revelou em quanto a companhia vem elevando o preço do aço longo. "Comentamos que teríamos alguns reajustes e isso está acontecendo ao longo dos meses, não temos números para anunciar", limitou-se a dizer. Para o próximo trimestre, ele disse que a companhia prevê estabilidade dos preços, "sem muitas alterações". (Ana Luísa Westphalen | Valor)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG