Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Ferrovia Centro-Oeste pode gerar economia de R$ 1 bi

A construção da Ferrovia Centro-Oeste, cujo projeto foi apresentado nesta segunda-feira em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá), irá proporcionar uma economia de R$ 1 bilhão no escoamento da safra, segundo estimativa do presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Glauber Silveira. A solenidade teve participação do governador Blairo Maggi (PR), dezenas de prefeitos e lideranças políticas de Mato Grosso.

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561748387&_c_=MiGComponente_C

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência da República pelo PT, cuja presença estava confirmada para o evento desta segunda-feira, cancelou a participação no fim de semana.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a Ferrovia de Integração Centro-Oeste irá ligar Uruaçu (GO) a Vilhena (RO), num traçado de 1.602 quilômetros, que exigirá investimentos da ordem de R$ 6,4 bilhões até 2014, quando deve estar concluída. Os produtores de Mato Grosso apostam na ferrovia para resolver os problemas de logística. O projeto prevê a construção de terminais de carga nos municípios mato-grossenses de Lucas do Rio Verde, Sapezal, Campo Novo do Parecis e Água Boa.

Leia mais sobre: transportes

Leia tudo sobre: agriculturainfraestruturasojatransporte

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG