Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Walmart nomeia brasileiro para presidir negócios no Brasil

O grupo francês Carrefour também colocou neste ano um brasileiro, Luiz Fazzio, à frente das operações no Brasil

Claudia Facchini, iG São Paulo |

Dilvulgação
Marcos Samaha será o primeiro presidente brasileiro do Walmart no Brasil
A multinacional americana Walmart anunciou nesta sexta-feira que o executivo brasileiro Marcos Samaha, de 43 anos, é o novo presidente da subsidiária brasileira. O cubano Hector Nuñez, que esteve à frente das operações no Brasil por quase três anos, irá comandar os negócios do Walmart na região Sul dos Estados Unidos. O Walmart, a maior varejista do mundo, fatura cerca de US$ 300 bilhões por ano apenas no mercado americano e, segundo uma fonte consultada pelo iG, as vendas da rede somente na parte Sul do país são duas vezes maiores que a receita da multinacional no Brasil. 

No Brasil, o Walmart faturou R$ 19,7 bilhões em 2009. A multinacional possui cerca de 500 lojas no País e é dona das bandeiras Todo Dia, Nacional, Bompreço, Maxxi Atacado, Hiper Bompreço, BIG, Sam's Club e Mercadorama. 

O Carrefour também trocou neste ano o comando da subsidiária brasileira. Para o cargo de presidente, a multinacional francesa nomeou igualmente um brasileiro, Luiz Fazzio, que já havia presidido a rede de vestuário holandesa C&A no Brasil. Tradicionalmente, o Carrefour sempre

indicou executivos franceses, vindos da matriz, em Paris, para a presidência das operações brasileiras. Fazzio subsitutui o francês Jean-Marc Pueyo.

Samaha, que até então presidia o Walmart na América Central, será o terceiro presidente da subsidiária brasileira e o primeiro brasileiro que vai comandar as operações no País. A indicação mostra que o grupo americano quis colocar à frente dos negócios alguém que conhecesse o mercado brasileiro de perto, sinalizando que Samaha terá como desafio executar o "turnaround" (recuperação) das várias redes controladas pelo grupo. Dois vice-presidentes já haviam deixado o Walmart em agosto, o que mostra que os resultados no País não têm sido satisfatórios para a matriz, em Bentonville, no Arkansas.  

Antes de Nuñez, um ex-executivo da Coca-Cola, o catalão Vicente Trius presidiu o Walmart no Brasil por cerca de 10 anos, tendo sido o responsável pela consolidação da varejista americana no mercado brasileiro. O Walmart se estabeleceu no País em 1995 com lojas próprias, mas só se transformou na terceira maior varejista do País com as aquisições das redes Bompreço, do Nordeste, e Sonae, do Rio Grande do Sul, em meados dos anos 2000.

Antes de ser indicado para a presidência dos negócios na América Central, Samaha ocupou, no Brasil, a vice-presidência executiva e chefiou os negócios adquiridos pelo Walmart na região Sul.

 

Leia tudo sobre: varejoWalmartBrasilexecutivosgestão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG