Segundo a Associação Paulista de Supermercados, o faturamento do ano somou R$ 54,7 bilhões; em 2008, o faturamento foi de R$ 51,7

Os supermercados do Estado de São Paulo tiveram um faturamento real de R$ 54,7 bilhões em 2009, o que representa uma alta de 5,7% na comparação com os R$ 51,7 bilhões de 2008, mostrou nesta segunda-feira uma pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (Apas) e da Nielsen.

Os números estão em linha com os resultados do setor em todo o Brasil. Segundo informações da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), em 2009, o faturamento real dos supermercados brasileiros somou R$ 177 bilhões, um acréscimo de 6,5% na comparação com R$ 166,2 bilhões de 2008.

O faturamento do setor em São Paulo correspondeu a 31% do total obtido no país. Em termos da participação do setor no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, o faturamento paulista correspondeu a 1,7% do PIB no ano passado, enquanto o faturamento em todo o Brasil equivaleu a 5,6% do PIB.

Além disso, os dados mostraram que o número de supermercados cresceu 3,3% em São Paulo, passando para 15,3 mil, o que resultou em um crescimento de 2,6% na área de vendas, alcançado 4,9 milhões de metros quadrados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.