Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Site de compras japonês Rakuten lança marca no Brasil

Gigante do ramo de comércio eletrônico deve lançar em novembro o primeiro shopping virtual no País

iG São Paulo |

A empresa japonesa Rakuten, uma das maiores do mundo no ramo de comércio eletrônico, lançou nesta quinta-feira sua marca no Brasil e deve iniciar em novembro a operação de seu portal de vendas online, batizado de Rakuten Shopping Online. A ideia é reunir, em um só ambiente virtual, itens como livros, computadores, roupas, perfumes e relógios.

A entrada da japonesa no País se tornou possível com a compra de 75% da empresa brasileira Ikeda, que no mercado de plataformas de comércio eletrônico e tem entre seus clientes grandes varejistas, como Le Postiche, Etna e Ri Happy. O negócio foi fechado em junho, por um valor não divulgado. Desde então, as empresas trabalham para integrar os negócios.

Para o próximo mês, a companhia espera lançar o Rakuten Shopping Online, um market place virtual que terá em um único portal pequenos, médios e grandes varejistas. “A Ikeda atuou nos últimos anos como pioneira nos serviços de plataforma de e-commerce e SaaS. Agora, como Rakuten, estamos mais fortes para manter a liderança em e-commerce service e prontos para lançar uma operação inédita no mercado brasileiro”, disse em nota Alessandro Gil, diretor de marketing da Rakuten Brasil.

No Japão, onde a empresa atua desde 1997, o site possui 74 milhões de usuários cadastrados – de um total de 90 milhões de usuários de internet no país. No portal global do grupo, é possível comprar itens como roupas, sapatos, maquiagem, brinquedos, eletrodomésticos e computadores. Além do portal de vendas online, a Rakuten também possui serviços complementares, como banco, agência de viagens, seguros e mídia. Outro negócio do grupo no país é a Universidade Rakuten, que oferece cursos de e-commerce para varejistas online.

“Estamos em um momento econômico propício para explorar todo o potencial das vendas pela internet. Os consumidores já adquiriram confiança em comprar online, a ascensão do poder aquisitivo da classe C continua forte e os varejistas estão conscientes da importância de estarem conectados aos consumidores por diversos canais”, disse Gil.

Leia tudo sobre: RakutenEcommerceinternet

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG