Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Preço médio do metro quadrado em SP subiu 8% em 2010

Valor atingiu R$ 4.145/m² em junho; percepção de valorização é maior porque imóveis em áreas nobres se apreciam mais, diz Secovi

Marina Gazzoni, iG São Paulo |

A elevação de preços de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo atingiu 7,9% nos seis primeiros meses do ano, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP). O valor médio do metro quadrado, calculado com base nos preços praticados nos últimos 12 meses, atingiu R$ 4.144,77. Em relação ao valor de junho de 2009, a variação é de 10,8%.

A valorização imobiliária caminha em um ritmo mais acelerado do que a apreciação dos preços no ano. Até o mês de junho, o IPCA, índice que mede a inflação oficial, variou 3,09% no ano, menos da metade da apreciação dos imóveis no primeiro semestre.

“A percepção de que a valorização é maior é porque em algumas regiões, onda há escassez de oferta, o ritmo de alta dos preços é mais elevado”, afirmou o presidente do Secovi-SP, João Crestana. O índice de preço por metro quadrado é resultado de uma média de todos os lançamentos do período, coletada pelo Secovi.

Demanda ainda é maior que a oferta

Apesar da retração no volume de unidades novas lançadas no segundo trimestre, a demanda por apartamentos ainda é superior a oferta, impulsionando a elevação de preços. Entre abril e junho, foram vendidas 8,5 mil imóveis residenciais novos na capital paulista, quase 13% menos do que o volume lançado, de 7,4 mil unidades.

“Os preços vão continuar a subir, em média, um ponto percentual acima da inflação”, afirma Crestana.
 

Leia tudo sobre: mercado imobiliáriovalorizaçãoSecovi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG