Tamanho do texto

A Portugal Telecom (PT) informou que não discutiu qualquer acordo potencial envolvendo a companhia de telecomunicações brasileira Oi

A Portugal Telecom (PT) informou que não discutiu qualquer acordo potencial envolvendo a companhia de telecomunicações brasileira Oi. A empresa portuguesa acrescentou que não está estudando uma aquisição específica ou uma fusão no mercado brasileiro. As declarações foram feitas em resposta a reportagens publicadas pela imprensa portuguesa e brasileira no fim de semana indicando que os principais acionistas da PT - o Banco Espírito Santo e a empresa de investimentos Ongoing - estariam conversando com a Oi sobre um potencial acordo envolvendo a Vivo Participações, operadora brasileira controlada conjuntamente pela PT e pela espanhola Telefónica. "O conselho de diretores não se reuniu nem discutiu essas questões e, do mesmo modo, não tomou nenhuma iniciativa ou ordenou qualquer parte a negociar com terceiras partes uma fusão com a operadora brasileira", disse a PT em um comunicado. A companhia portuguesa acrescentou que também não está discutindo uma compra direta ou indireta de uma fatia na Oi. A PT e a Telefónica vêm brigando pelo controle da Vivo, que as duas companhias dividem por meio da Brasilcel, uma joint venture que detém 60% da empresa brasileira. A Telefónica fez uma oferta de 7,15 bilhões de euros pela fatia da PT na Vivo, mas a proposta foi rejeitada. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.