Em breve comunicado, a empresa portuguesa diz que as negociações com a Telefónica transcorreram de "forma construtiva"

A Portugal Telecom confirmou hoje à entidade reguladora da Bolsa de Valores de Lisboa que a Telefónica não aceitou estender o prazo para a aceitação ou não da oferta de 7,15 bilhões de euros por sua fatia na Vivo, e suspendeu a negociação.

Em breve comunicado, a empresa portuguesa diz que as negociações com a Telefónica transcorreram de "forma construtiva" e que foram analisadas "opções futuras" sobre a Vivo e a oferta espanhola.

Segundo a nota, o conselho de administração "esteve empenhado" em que as conversas "terminassem de modo satisfatório para os interesses de todas as partes" e, para seguir trabalhando na busca de uma "solução positiva", pediu à Telefónica que ampliasse a vigência de sua oferta para o próximo dia 28.

O texto, redigido em termos similares ao apresentado hoje pela Telefónica na Espanha, não dá mais detalhes da negociação nem explica os pontos de desacordo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.