Metas incluem inauguração do Iguatemi Brasília, ampliação do shopping de SP e criação de nove empreendimentos pelo Brasil até 2014

Considerado atualmente o terceiro maior mercado consumidor do país, Brasília integra, a partir desta segunda-feira, a rede de shopping centers Iguatemi. O novo empreendimento já nasce com um mix de lojas muito semelhante ao do shopping que deu origem ao grupo, em São Paulo. Na lista de grifes estão Louis Vuitton, Ferragamo, Burberry, Empório Armani, Zegna, Missoni, Carolina Herrera, Bonpoint e Hugo Boss.

“Acho que esse projeto servirá de plataforma para que grandes marcas internacionais experimentem outras capitais do Brasil”, afirma Carlos Jereissati Filho, presidente do grupo Iguatemi.

Hoje, além do Iguatemi São Paulo, Jereissati possui outros 10 empreendimentos espalhados pelo país. O Market Place, também na capital paulista. Um na capital fluminense e três no Sul do país, sendo um em Florianópolis (SC), um em Caxias do Sul (RS) e dois em Porto Alegre (RS) - o Praia de Belas Shopping e outro que leva a bandeira do grupo. E quatro shoppings no interior do Estado de São Paulo: dois em Campinas – o Iguatemi e o Galeria -, um em Sorocaba (Esplanada Shopping), e um em São Carlos. 

Até o ano que vem o grupo deverá abrir outros seis empreendimentos. Dois na região metropolitana de São Paulo (JK e Alphaville) e outros três em grandes cidades do interior paulista como Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Jundiaí. O plano é completar 20 shoppings até 2014.


Iguatemi São Paulo terá novos anexos

O primeiro shopping Iguatemi foi inaugurado na avenida Faria Lima, em São Paulo, em 1966 – época em que o conceito de shopping center mal tinha chegado à América Latina -, com apenas um andar. Hoje, tem 129,7 mil m² de área construída e 330 lojas, entre elas grifes como Louis Vuitton, Dolce&Gabbana, Missoni, Salvatore Ferragamo, Gucci, Bulgari, Armani, Ermenegildo Zegna e Christian Louboutin. E até agosto deverá ganhar duas novas áreas de compras e serviços.

A primeira será um novo edifício anexo ao shopping, que ampliará em 30% a oferta de vagas, totalizando 2.500 vagas de estacionamento. No local também será instalada a primeira filial da churrascaria Rodeio em São Paulo, com projeto do arquiteto Isay Weinfeld, um restaurante Ritz e algumas salas comerciais. 

Na sequência, o shopping deverá apresentar a nova configuração do espaço antes ocupado por duas salas de cinema, no terceiro piso. A área, que deverá comportar de 10 a 15 novas lojas, terá a primeira megalivraria do local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.